quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Descoberto local onde Júlio César foi assassinado

Júlio César
100 - 44 a.n.e.

«Investigadores espanhóis declararam hoje, quarta-feira, ter descoberto o local exato onde foi assassinado Júlio César, no ano 44 antes de Cristo (a.C.).

"Sempre soubemos que Júlio César foi assassinado na Cúria de Pompeu, a 15 de março do ano 44 a.C., porque é o que nos dizem os textos clássicos", explica em comunicado Antonio Monterroso, do Centro Superior de Investigação Científica (CSIC) espanhol. "Mas até agora não tínhamos qualquer testemunho material deste acontecimento tantas vezes representado na pintura e no cinema".

Monterroso e a sua equipa anunciaram ter descoberto uma estrutura de cimento com cerca de três metros de largura por dois de altura que foi erguido por ordem de Otávio Augusto, filho adotivo e sucessor de César, no local exato onde este foi apunhalado, em plena sessão do senado, por um um grupo de senadores.

"Sabemos com exatidão qual o local onde Júlio César presidiu a essa sessão do senado e onde caiu, apunhalado, pois foi fechado por uma estrutura retangular formada por quatro paredes que delimitam uma laje de cimento", afirmou o investigador.

Essa laje foi colocada por Augusto para marcar o local onde César presidiu à sua última sessão no senado romano, antes de ser aí assassinado, como forma de condenar o local, afirma o centro de pesquisas.

Esta descoberta confirma, ainda segundo o CSIC, "que o general foi apunhalado mesmo no centro da parte inferior fundo da Cúria de Pompeu, enquanto presidia, sentado numa cadeira, à reunião do senado".

A descoberta insere-se no quadro de trabalhos realizados por uma equipa de investigadores na zona arqueológica de Torre Argentina, no centro histórico de Roma, onde se encontra a Cúria de Pompeu.»

in Diário de Notícias, 10 de outubro de 2012
.

Sem comentários:

Enviar um comentário